segunda-feira, 24 de julho de 2017



NOTA DE APOIO PÚBLICO


AS ENTIDADES QUE ASSINAM A PRESENTE NOTA VÊM A PÚBLICO SE MANIFESTAR ACERCA DOS EFEITOS NOCIVOS À ECONOMIA DO MUNICÍPIO DE CAMPOS DOS GOYTACAZES CAUSADOS PELA ASSINATURA DE CONTRATO DE CESSÃO DE CRÉDITO FIRMADO ENTRE O MUNICÍPIO E A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL – CEF.


Em 09 de maio de 2016 foi assinado contrato de cessão de crédito de n.º 0180.01.5543.82 entre o Município de Campos dos Goytacazes e a Caixa Econômica Federal.

Tal contrato, denominado por muitos como “VENDA DO FUTURO”, prevê a vinculação de parte das receitas dos royalties do petróleo e participação especial a serem recebidos no futuro, totalizando o valor nominal de R$ 1.344.945.625,70 (Um bilhão, trezentos e quarenta e quatro milhões, novecentos e quarenta e cinco mil, seiscentos e vinte e cinco reais e setenta e cinco centavos) em troca da entrega imediata do valor de R$ 762.000.000,00 (setecentos e sessenta e dois milhões de reais), que serviria para abater empréstimo da mesma natureza realizado anteriormente, no valor de R$ 200.000.000,00 (duzentos milhões de reais), restando o valor de R$ 562.000.000,00 (quinhentos e sessenta e dois milhões de reais) disponibilizado de forma imediata ao Município de Campos dos Goytacazes.

Sustenta o Município a ilegalidade do contrato firmado em razão de desconformidades com a resolução n.º 02/2015 do Senado Federal, fundamento tanto para aprovação da lei municipal 8.673/15, que aprovou a contratação, quanto para a própria celebração do contrato aqui apontado.

Os enormes esforços realizados pela Procuradoria do Município, bem como pela Câmara dos Vereadores, seus integrantes, entre outros, ainda não foram capazes de reverter o quadro econômico e social caótico que se aproxima de Campos dos Goytacazes.

O cumprimento do contrato celebrado entre o Município e a Caixa Econômica Federal nos exatos termos do pactuado irá, por certo, propiciar a ruína financeira do Município, bem como de todas as atividades econômicas aqui desenvolvidas.

Por este motivo, as entidades que subscrevem este documento MANIFESTAM INTEGRAL APOIO ao Município de Campos dos Goytacazes, à Câmara de Vereadores, suas procuradorias e seus integrantes, ilustres Vereadores, bem como ao Prefeito Rafael Diniz, disponibilizando todos os recursos físicos, de pessoal e políticos que dispõe para reforçar a luta contra o caos financeiro e social que restará instalado em um futuro bem próximo, em razão da assinatura do contrato de cessão de crédito aqui mencionado.

Conclamam, ainda, toda a sociedade civil organizada e representantes políticos, legitimamente eleitos por nossa população, para que participem deste movimento que visa salvar nossa economia e manter a paz social em nossa cidade.


Campos dos Goytacazes, 17 de julho de 2017.


ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDUSTRIAL DE CAMPOS

CÂMARA DE DIRIGENTES LOJISTAS DE CAMPOS

SINDICATO RURAL DE CAMPOS

SINDICATO DOS CONTABILISTAS DE CAMPOS

COMERCIANTES E AMIGOS DA RUA JOÃO PESSOA E ADJACÊNCIAS – CARJOPA

SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE CAMPOS

SINDICATO DOS TRABALHADORES NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO
CIVIL DE CAMPOS


SINDICATO DA INDÚSTRIA DO MOBILIÁRIO DE CAMPOS

terça-feira, 27 de junho de 2017

Redução de carga tributária é tema de palestra na Acic


Preocupada com os rumos da economia tanto a nível federal como estadual e municipal, a empresa Studio Fiscal Sudeste em parceria com a Associação Comercial e Industrial de Campos, Acic, realizará amanhã, quarta-feira, 28 de junho, às 19 horas, no Auditório da Acic.
A palestra com o título “Como recuperar, reduzir a carga tributária e otimizar o fluxo de caixa de sua empresa” é destinada a contadores, administradores, economistas e empresários dos ramos de mercados, mini-mercados, auto-peças, moto-peças, lojas de pneus, farmácias, drogarias, lojas de cosméticos, bares, restaurantes, fast foods e lojas de conveniência.
As inscrições estão abertas e podem ser feitas no site da Acic no endereço eletrônico www.acicampos.org.br.

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Ascom-Acic'

Ascom ACIC
Assessor: Paulo de Almeida Ourives (Reg.: MTE nº 0036558/RJ)
Data: 27/06/2017

Foto: Ascom-Acic

terça-feira, 20 de junho de 2017

Fim do cupom fiscal é tema de palestra na Acic

Com o objetivo de mostrar para o empresariado campista as mudanças que foram implementadas na emissão de Notas Fiscais Eletrônicas para o Consumidor, a Associação Comercial e Industrial de Campos, Acic, e a Alterdata irão ministrar uma palestra sobre o assunto, na quarta-feira, 21 de junho às 19 horas, no Auditório da Acic.
Para o presidente da Acic, José Luiz Lobo Escocard esta será uma grande oportunidade para o empresariado ficar a par das mudanças que o governo vem fazendo para coibir a sonegação de impostos.
- Esta palestra será muito importante, na medida em que todos os empresários do ramo comercial terão informações sobre os ajustes que o governo tem feito com o objetivo de coibir a sonegação fiscal, disse Escocard.
A palestra será ministrada por José Luiz Fondacaro que acrescenta mais detalhes a esta palestra. O palestrante é engenheiro mecânico, empresário desde 1984 nos segmentos químico e petroquímico, marítimos on-shore e off-shore, balizamento de aeroportos, sinalização marítima e mineração.
A Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica tem o propósito de fazer uma verdadeira revolução no varejo brasileiro, uma vez que visa a ser uma alternativa totalmente eletrônica para os atuais documentos fiscais em papel utilizados no varejo como o cupom fiscal emitido por ECF e nota fiscal modelo 2 de venda ao consumidor. Desta forma haverá redução de custos de obrigações acessórias aos contribuintes, ao mesmo tempo que possibilita o aprimoramento do controle fiscal pelas administrações tributárias. Nesse caso, o consumidor também será beneficiado tendo em vista que será possível conferir a validade e a autenticidade do documento fiscal recebido.

Para se inscrever basta clicar no link abaixo e preencher o formulário eletrônico:

https://allianceadm.alterdata.com.br/palestras.asp?id_palestra=1228&participarPalestra=inscricao&pag=2

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Ascom-Acic'

Ascom ACIC
Assessor: Paulo de Almeida Ourives (Reg.: MTE nº 0036558/RJ)
Data: 20/06/2017

Foto: Ascom-Acic

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Segurança e violência foram os temas do debate em reunião do Conselho

A segurança e a violência que tem ocorrido em Campos foram novamente tema de debate na reunião do Conselho Comunitário de Segurança, ocorrido na manhã desta quarta-feira, na Associação Comercial e Industrial de Campos. Um grupo de empresários do setor lotérico solicitou ao Comandante do 8º Batalhão de Polícia Militar maior atenção na segurança deste ramo comercial que vem sofrendo com os constantes assaltos.
De acordo com o representante lotérico, pelo fato dos bancos não estarem mais recebendo tributos como contas de água, luz, telefone e até mesmo pequenos depósitos, as lotéricas estão sobrecarregadas de serviços e de clientes em suas portas, o que acaba atraindo a ação dos marginais.
O comandante do 8º BPM, Tenente-Coronel Fabiano Santos de Souza, em seu discurso teceu considerações sobre os problemas que vem enfrentando, como o deslocamento de PMs para outras cidades vizinhas e até mesmo do Grande Rio, e da crise econômica que acabou afetando a corporação.
Reuniões – A assessoria de comunicação do 8º BPM informou que no próximo dia 14 de junho, às 10 horas, será realizada a reunião do Conselho Comunitário de Segurança Escolar. Já o Conselho Comunitário de Segurança terá sua reunião na primeira quarta-feira do mês de  julho na CDL.

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Ascom-Acic'

Ascom ACIC
Assessor: Paulo de Almeida Ourives (Reg.: MTE nº 0036558/RJ)

Data: 07/06/2017
Foto: Divulgação (Ascom-Acic)

terça-feira, 6 de junho de 2017

Presidência da República responde demanda da Acic

Três meses após ter enviado mensagem ao Exmo. Sr. Presidente da República, Michel Temer, o Gabinete Pessoal do Presidente respondeu a uma demanda enviada pelo presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos, Acic, José Luiz Lobo Escocard que pleiteou a aprovação da PL nº 2937/2015, de interesse da comunidade campista.
De acordo com o Diretor de Documentação Histórica do Gabinete Pessoal da Presidência da República, Antônio Thomaz Lessa Garcia Júnior, o assunto foi encaminhado para a Subchefia de Assuntos Parlamentares/Coordenação Política/PR para análise e eventuais providências.
Para o presidente da Acic, José Luiz Lobo Escocard, este é mais um sinal de esperança para que os campistas possam homenagear sua figura mais ilustre, o ex-presidente da República Nilo Peçanha.
- Estou surpreso com a resposta e esperançoso de que até outubro deste ano, possamos homenagear Nilo Peçanha a altura do trabalho empreendido por ele, afirmou Escocard.
Histórico – Desde 2015, a Associação Comercial e Industrial de Campos, abraçou a causa iniciada pelo Rotary Clube de Campos São Salvador, de homenagear o ex-presidente da República, Nilo Peçanha, para batizar seu nome na Rodovia BR-101, no trecho desta rodovia em solo fluminense. A PL nº 2937/2015, é de autoria do deputado Federal Paulo Feijó.

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Ascom-Acic'

Ascom ACIC
Assessor: Paulo de Almeida Ourives (Reg.: MTE nº 0036558/RJ)
Data: 05/06/2017

Foto: Ascom-Acic

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Fim do cupom fiscal é tema de palestra na Acic

Com o objetivo de mostrar para o empresariado campista as mudanças que foram implementadas na emissão de Notas Fiscais Eletrônicas para o Consumidor, a Associação Comercial e Industrial de Campos, Acic, e a Alterdata irão ministrar uma palestra sobre o assunto, na próxima quarta-feira, 21 de junho às 19 horas, no Auditório da Acic.
Para o presidente da Acic, José Luiz Lobo Escocard esta será uma grande oportunidade para o empresariado ficar a par das mudanças que o governo vem fazendo para coibir a sonegação de impostos.
- Esta palestra será muito importante, na medida em que todos os empresários do ramo comercial terão informações sobre os ajustes que o governo tem feito com o objetivo de coibir a sonegação fiscal, disse Escocard.
A palestra será ministrada por José Luiz Fondacaro que acrescenta mais detalhes a esta palestra. O palestrante é engenheiro mecânico, empresário desde 1984 nos segmentos químico e petroquímico, marítimos on-shore e off-shore, balizamento de aeroportos, sinalização marítima e mineração.
A Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica tem o propósito de fazer uma verdadeira revolução no varejo brasileiro, uma vez que visa a ser uma alternativa totalmente eletrônica para os atuais documentos fiscais em papel utilizados no varejo como o cupom fiscal emitido por ECF e nota fiscal modelo 2 de venda ao consumidor. Desta forma haverá redução de custos de obrigações acessórias aos contribuintes, ao mesmo tempo que possibilita o aprimoramento do controle fiscal pelas administrações tributárias. Nesse caso, o consumidor também será beneficiado tendo em vista que será possível conferir a validade e a autenticidade do documento fiscal recebido.

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Ascom-Acic'

Ascom ACIC
Assessor: Paulo de Almeida Ourives (Reg.: MTE nº 0036558/RJ)
Data: 05/06/2017

Foto: Ascom-Acic

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Sirva ao próximo com uma doação!

As empresas jurídicas e pessoas físicas de todo o país já podem fazer suas doações para a Associação Brasileira de Rotary Foundation – ABTRF, organização ligada ao Rotary International, que possui 112 anos de existência e cadeira cativa na ONU, face ao trabalho humanitário que realiza em todo o mundo.
A ABTRF é uma entidade civil sem fins lucrativos, registrada no Ministério da Fazenda e permite o recebimento de doações efetuadas por pessoas físicas e jurídicas. Desta forma as empresas doadoras podem usufruir de benefícios fiscais, uma vez que a ABTRF por ser uma Oscip (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, possui toda a documentação fiscal e social.
Os fundos gerenciados pela Fundação Rotária são redirecionados para a criação e manutenção de projetos de subsídios elaborados pelos Rotary Clubes e realizados no Brasil, e atendem as comunidades carentes.
As pessoas físicas e jurídicas doadoras de recursos para as campanhas sociais da ABTRF terão o reconhecimento rotário, quando tais doações forem efetuadas para o Fundo Anual que visa a investir em programas como o Pólio Plus para o combate a erradicação da poliomielite no mundo, ou ainda, apoiando projetos específicos de subsídios globais.
Além disso, as empresas optantes pelo sistema de lucro real podem lançar o valor destas doações até o limite de 2% de seu lucro operacional, que pode ser computado como despesa operacional, obtendo desta forma, a redução na base de cálculo do Imposto de Renda a pagar.

Para efetuar as doações à ABTRF, basta acessar o site da mesma no endereço: www.abtrf.org.br e baixar o boleto bancário.